Jojo`s Roma`s Guide


Estou sentado no avião que me vai levar de volta a Compostela. Com a Ana, passei uns dias em Roma, estou cansado, se não estivesse num avião a 10.000 pés de altitude, dormia, assim… escrevo… resta-me o conforto de ao meu lado estar uma jovem Espanhola, que “stressa” o dobro de mim…Fartei-me de andar, já sabia que conhecer cidades anda-se muito, mas desta vez andei mais que nunca, mas estou feliz, estou de férias, vou ficar alguns dias na Galiza, Compostela e Costa da Morte e depois vou acabar as férias em Lisboa.
Voltando a Roma, tinha uma grande expectativa nesta cidade, criada não só por mim, mas também por quem já lá tinha estado e adorado. O voo era a partir de Compostela, que também era uma cidade que queria conhecer, estive lá uma vez de passagem e ficou-me a vontade de um dia ir para ficar, assim, com os preços baixos da Ryanair ía matar dois coelhos… deixei o carro no parque do aeroporto de Compostela, mas se não quiserem gastar tanto dinheiro, podem deixar o carro estacionado numa rua de Compostela e irem de BUS ou táxi para o aeroporto, que fica a poucos Kms da cidade, talvez 9/10, mas já sabem que é um risco maior, se bem que a cidade pareceu-me muito segura.
Mas deixando agora Compostela, lá voltarei mais á frente, começo a minha história com a chegada a Roma, por ironia do destino ía chegar a Itália um dia após esta se ter sagrado Campeã do Mundo, comentei que por um dia ia perder uma festa incrível, mas não foi bem assim. Ainda mal o avião que nos trazia tocou solo italiano, o Comandante num tom mais efusivo que o normal diz: “Benvenuti a Itália, Campeone del Mondo”, seguido de uma salva de palmas e gritos dos passageiros, uma “Mamma” tira da mala, uma pequena bandeira italiana de plástico e acena. Já sabia que eles adoravam o Calcio, mas…

Do aeroporto (Ciampino) para o centro da cidade, apanhei um Transfer duma companhia que trabalha com a Ryanair e Easy Jet (Terravision), o bilhete compra-se no avião, são as próprias hospedeiras que o vendem, para regressar basta estar em Termini duas horas antes do voo. È uma opção cómoda, mas se não quiserem gastar tanto dinheiro, têm o comboio e autocarros nocturnos. Já agora, Termini está para Roma, como Atocha para Madrid ou tentando um exemplo mais próximo, imaginem, a Gare do Oriente, Santa Apolónia e o Cais do Sodré tudo junto, é isso Termini…
À medida que nos aproximamos do centro, vejo dezenas, centenas, milhares de bandeiras italianas, penso para mim, “mas o jogo foi ontem?”, apercebo-me depois, que esta loucura se deve á chegada da “Azurra” a Roma, com a “Coppa”. A apoteose estava a acontecer naquele momento no Circo Massimo (um descampado de grandes dimensões, com grande importância histórica para os romanos), onde milhares de pessoas saudavam os seus heróis.
Finalmente chego a Termini, saio do autocarro e oiço em uníssono, “Campioni del Mondo”, com o ritmo da musica dos White Stripes, “Seven Nation Army”, vou ouvir estes acordes durante toda a minha estada em Roma, em qualquer altura, em qualquer lugar, assobiado ou cantado… sempre este som… viciante…
Fico contente por aterrar na festa, mas não há táxis em termini, nem autocarros, so pessoas, milhares, com bandeiras de itália a cantar e pular, olho para a reserva do hotel diz-me que estou a uma distancia de 800 mts., conto com 1000 e faço-me á estrada, com malas ás costas não é muito agradável, mas ainda estou fresco e passados 20 min. estou no Hotel, pelo caminho, que achei pouco iluminado, passei por um templo romano, esta abandonado, sem luz, sem cuidados, mas é bonito, confirmo depois que é o Templo de Minerva, Deusa da sabedoria.
O Hotel, é bom, limpo, barato e acima de tudo tem ar condicionado, o que se vai revelar imprescindível para o calor que vou enfrentar nos próximos dias, São 02.00 AM, ainda não jantei, saio para comer próximo do hotel, encontro uma pizzaria/bar, “La Divina Commedia”, entro, sento-me e peço Pizza. É óptima, melhor do que alguma que já tinha comido antes, estranho, o 1º sitio que encontro para comer e considero a melhor Pizza que comi, penso que será da fome que trago.Os tipos lá da pizzaria são Ultras, não enganam, aprendi a conhece-los, nesta altura ainda tinha duvidas, mas depois veio a confirmar-se. São 04.00 AM, vou-me deitar, antes ainda, já no Hotel, cruzo-me com uma norueguesa com duas garrafas de vinho, ela mete conversa:
-olá
-olá
-donde são?
-Lisboa, Portugal e tu?
- Oslo, Noruega, já tinham estado em Roma?
-e a nossa primeira vez e tu?
-também a primeira, cheguei ontem, estou a gostar muito
-amanha vamos conhece-la
-adeus
-adeus

Para os interessados e curiosos:

Þ Voo Ryanair – Compostela/Roma/Compostela – 70€ c/ taxas
Þ Parque de estacionamento do aeroporto de Compostela – 9€/cada 24.00 horas
Þ Transfer Terravision – Ciampino/Termini/Ciampino – 13,50€ (partida e chegada, na via Marsala, junto á estação de Termini)
Þ Hotel Parker – Via Giolitti, 431 – 58€/dia, quarto duplo c/ pequeno almoço (reservado via Net, pelo site da Easy Jet)
Þ La Divina Commedia – Via Giolitti, 367 – 17,50€ (Pizza e cerveja para dois, aberto todos os dias até ás 04.00 AM)