As novas Estrelas Michelin

Pouco mais há a acrescentar ao muito que foi dito sobre as novas estrelas Michelin para Portugal. Incontornável a estrela do Tavares, muito esperada, sempre chegou. Há vozes criticas sobre a precocidade desta estrela para o Chefe José Avillez, quando este está há menos de dois anos a desenvolver o seu trabalho no Tavares. Sinceramente, não tenho real noção de quais os exactos critérios para a atribuição das estrelas e se estas são justas ou não. Sei apenas que no caso do Tavares é mais que justo um reconhecimento público pelo trabalho que o Chefe José Avillez está a fazer, se for em forma de estrela, que seja.
Em Setembro último tive o prazer de viver, no Tavares, uma das minhas maiores experiências gastronómicas. Aliás, nem fazia ideia que alguém estivesse a fazer um trabalho daquele nível em Portugal (sem desprimor para os outros). Estive acompanhado de um velho amigo, Chefe de cozinha, que trabalhou com o José no início da sua carreira e também ele ficou muito impressionado com a evolução do seu trabalho. É uma estrela merecidíssima e se o José continuar a mostrar uma consistência no seu trabalho como tem feito até aqui, pode aspirar a muito mais. Seria um prazer enorme, ver um duas estrelas, nesta cidade que me viu nascer.
Mas nem só de José Avillez viveram as estrelas para Portugal. Outro "estreante" nestas lides foi o Chef Hans Neuner, do restaurante do Hotel Vila Vita Parc, em Armação de Pêra. Foi uma surpresa para todos e também para o próprio que não esperava obter já a estrela Michelin.
Em resumo, Portugal passou a ter doze restaurantes estrelados, mantendo-se o Vila Joya em Albufeira, com duas estrelas. Os restantes, todos eles com uma estrela são, para além dos já referidos estreantes, o Amadeus, Henrique Leis e São Gabriel em Almancil, o Largo do Paço na casa da Calçada, em Amarante, Fortaleza do Guincho, em Cascais, Arcadas da Capela, na Quinta das Lágrimas, em Coimbra, Eleven, em Lisboa, Il Gallo d’Oro no Funchal, e o Willie’s em Quarteira.
Referência por fim ao guia Bib Gourmand (que sai junto com o Guia Michelin) que premeia restaurantes de qualidade abaixo dos 30€. Este ano três novos nomes portugueses na lista, O Barrigas, na Golegã, O Júlio, em Gouveia e o Degusto, em Matosinhos.
Para terminar, deixo a ligação para o Blog Mesa Marcada e o testemunho de quem viveu a "noite mágica" por dentro.