QB Essence

Há poucos dias, andava pelos lados de Oeiras e apesar de não estar com muito tempo não resisti em fazer uma paragem no QB Essence. Andava com curiosidade para ver como estavam as coisas após a saída do Chef Paulo Morais.
Como estava sozinho nem hesitei em almoçar ao balcão. O jovem Chef Pedro, era quem estava aos comandos da cozinha, andava tão atarefado que nem tive coragem para interromper com perguntas. No entanto, pelo que deu para observar, o conceito e os métodos de preparação são muito semelhantes, para não dizer iguais, aos praticados até aqui.
Comi o menu almoço, o da ardósia, que compunha tempura com espuma de maçã, makimono sushi (18 peças) e bebida do dia.
A tempura era composta por camarão (o já famoso, com laminas de amendoa), vieiras (com pistaccio, deliciosa) e mexilhão. O Sushi, muito fresco e com excelente apresentação, como é costume na casa, estava igualmente delicioso. Acompanhei com um copo de Fiuza Chardonnay.
Apesar de ter sido uma refeição meio a correr, deu para ver que por enquanto, ainda não se nota muito a ausência do antigo Chef. Os mesmos defeitos, uso e abuso dos alimentos pré-cozinhados em vácuo e tempo de espera excessivo pelas entradas, cerca de vinte minutos desta vez, e as mesmas virtudes, bons produtos, originalidade e boa relação qualidade-preço. Os alimentos pré-cozinhados em vácuo entende-se, a cozinha não é muito grande e a praticarem preços como os que praticam seria difícil fazerem de outra forma.
Mas continua a ser uma óptima refeição. Fico curioso para ver o caminho que QB vai levar após a saída do Chef Paulo Morais, a conferir numa próxima visita, desta vez mais tranquila e ao jantar para que possa explorar a carta.
Paguei pela refeição, com vinho e café, 21,50€. O que achei correcto.