II Prova D´Ouro Ramos Pinto (Lisboa)





Realizou-se no passado dia 1 de Julho (por aqui vê-se logo a actualidade deste post, o costume neste pasquim), na bonita sala Fernando Pessoa do Centro Cultural de Belém, a segunda Prova D´Ouro Ramos Pinto. Este ano a Casa Ramos Pinto preparou uma prova vertical de Bons Ares, branco e tinto, com o objectivo de mostrar a capacidade de envelhecimento destes vinhos. À semelhança do ano passado, a entrada era livre, porém a presença do enólogo João Nicolau de Almeida, apesar de anunciada, desta vez não aconteceu (pelo menos durante o período em que lá estive).
Assim, quem esteve presente, pôde provar: Bons Ares Branco 1997, 1999, 2000, 2003, 2007, 2008, 2009 e Bons Ares Tinto 1992, 1994, 1997, 2003, 2006 e 2007.
Gostei especialmente dos tintos, e aí, particularmente o 94 (que vinhão) e o 97. Nos brancos, foi interessante perceber que vinhos com 10 anos ainda têm uma história para contar, apesar do cansaço de alguns.
Foi uma prova animada, em boa companhia, o que também ajuda e que proporcionou o contacto com alguns vinhos difíceis de encontrar nos habituais canais de distribuição.
É curioso, e já o ano passado achei, a pouca afluência de público a estas provas, com vinhos desta qualidade e raridade. Não que me importe. Há mais espaço para circular e mais tranquilidade para provar, conversar e trocar ideias. Venha a próxima.