Quinoa (Lisboa)

Brunch Quinoa (14€). Produtos excelentes, mas em pouca quantidade. Penso que a foto consegue ilustrar a "finura" das fatias de Emmental. Ideal para quem não coma muito.
Bagel com brie, queijo, e nozes (4,40€). Bom, dentro da normalidade.
Mini Duo de Chocolate (2,10€). Divinal. Lembro-me que levava nozes, o chocolate era delicioso, e a textura era quase de uma mousse. Delicioso.
No final passei pelas prateleiras dos produtos gourmet e trouxe estas duas conservas de Bonito dos Açores.

Os valores do pão como alimento foram-me incutidos de forma muito séria desde muito novo. Um avô paterno padeiro educou-me (e a toda a família) a gostar e respeitar o pão. Assim, lá em casa era impensável haver refeição sem pão na mesa, sempre virado para cima,  que virar o pão ao contrário era falta de educação. Nas férias da escola, adorava visitar a padaria do meu avô, guardo até hoje as sensações do pão a sair do forno, aquele cheirinho. Pedia-lhe para comer um, ele dizia-me que não, que quentes faziam mal à barriga, mas passado uns minutos vinha com um pacote de manteiga para eu por no pão. Abria o pão com cuidado para não me queimar e ficava a olhar para a manteiga a percorrer-lhe o interior. Era um momento mágico. Aquilo sabia-me pela vida.
Não me surpreende portanto, quando oiço uns dos gastrónomos que mais aprecio e respeito, como o Engenheiro Bento dos Santos, dizer que o pão é a essência do gosto. "O pão tem o sal, o gosto doce do trigo, o gosto ácido da fermentação, o amargo que lhe dá os compostos voláteis. Está tudo ali."
Toda esta conversa sobre o pão, para falar da Quinoa. Pois tem tudo a haver.
É o pão que faz da Quinoa um lugar de culto. Tudo bem, posso estar a exagerar, mas o pão é mesmo bom.
A Quinoa está localizada na Rua do Alecrim, aquela que nasce no Cais do Sodré, e sobe até ao Largo de Camões, existe há pouco mais de um ano e além de padaria biológica, também é loja gourmet e café/pastelaria. Tudo com ar moderno, como se exige hoje em dia, numa loja bonita e bem recuperada, com um pé direito respeitável que traz imponência ao lugar. 
Mas é na vertente de padaria que se destaca. Com uma boa diversidade, oferece muita coisa nova a provar, pelo menos há por aqui pães que nunca tinha ouvido falar. Os de alfarroba e de sementes de papoila (um dos meus favoritos) já os conhecia do restaurante Assinatura, que mais tarde vim a saber que eram daqui.  Mas ainda temos o pão de sementes com especiarias, o de quinoa, o pão de passas com nozes, a bola de água, o de trigo vermelho, o de alecrim, só para falar de alguns que decorei, como vêem são muitas e boas as novidades para se ir provando. Os que provei são óptimos, pena serem tão caros.
No resto, o brunch não é mau, os produtos são excelentes, mas achei caro e pouca quantidade. A secção gourmet também não impressiona, assente em produtos estrangeiros muito batidos neste tipo de lojas, a malta quer novidade. Não sendo novidade, mas que me chamou a atenção, foram as conservas dos Açores na foto lá de cima.
Resumindo. A Quinoa é uma padaria. Excelente.

Quinoa
Rua do Alecrim, 54
21 347 3926