Fondues de Queijo Suiços

Para entrada. Foie Gras salteado com maçã em porto e nozes.

A lamparina de ferro, instrumento indispensável para o fondue de queijo. Há quem defenda que a perfeição do seu manuseamento é o segredo para um grande fondue.



Tudo a postos. A panela típica de cerâmica esmaltada faz com que a temperatura e a textura do queijo se mantenha durante a refeição.

Salada de espargos com invecchiato di modena. Para desenjoar.

O branco escolhido, Dame de Sion Fendant du Valais.



E o tinto. O meu primeiro (e único até ao momento) vinho Macedónio. Vranec é a casta mais representativa da Macedónia, segundo os próprios proporciona tintos escuros, frutados, com bom corpo e complexidade. Este não me convenceu.

A beleza da baixa de Lucerna ao entardecer.

Foi aqui que provei o meu primeiro fondue suiço de queijo. Bem no alto de Uetliberg. Desde aí tenho preferido os caseiros.



A paisagem cinzenta do inverno em Zurique.


Não sou grande adepto de Fondues, confesso, pelo menos daqueles que se retira a carne a pingar óleo para o prato, para depois se comer com molhos manhosos. Refeições que valem mais pelo seu lado social, que pela iguaria em si.
No entanto, recordo-me de bons momentos com fondues. Há uns anos atrás, num jantar de natal, provei os do Novo Altair e gostei, principalmente o mongol, que no fim se come (ou bebe) o caldo. O ano passado, levado por uns amigos que conhecem a zona, também gostei do fondue de tamboril do Camané. Mas de onde guardo as maiores recordações com este prato, é da Suiça, e dos seus fondues de queijo.
Com gruyere, e ementhal (mas podem ser outros), cozinhado numa típica e espessa panela de ceramica. Ao queijo é juntado o vinho branco e o kirsch (ou outra aguardente) que lhe dá aquele travo delicioso. Depois é juntar um grupo de amigos, degustar, e ficar na conversa pela noite dentro. Abra-se o vinho para acompanhar, que em momento como este não pode faltar.
Momentos que espero repetir mais para o final do mês quando me deslocar à Suiça. É sempre um prazer voltar aquele país, ainda para mais quando há um interesse adicional pelo meio.